quinta-feira, 1 de julho de 2010

Religião

.

Olá.

Esta postagem vai falar muito de mim. Se não quer saber minha opinião à respeito, de religião, vá ler um jornal ou qualquer coisa, que será mais interessante.

Se há uma coisa que me interessa bastante é a religião. Eu gosto de ver como que as pessoas pensam à respeito do mundo, sua filosofia de como tudo chegou até onde está. Mas, apesar disso, não sou religioso. Sou humanista. Eu acredito em Deus, O amo sim, mas não vou em igreja, leio a Bíblia de vez em nunca, e não oro direto como os católicos. Mas respeito quem faz.

A coisa que eu acho mais interessante é a discussão que tem entre ateus e/ou agnósticos com católicos e/ou evangélicos fervorosos. Há uns 3 anos eu estava olhando no orkut dos meus amigos, quando de repente me deparo com uma comunidade chamada: Jesus deveria ter apanhado mais. Eu fiquei intrigado porque alguém pensaria assim e olhei nos tópicos. Os ateus (que se proclamam assim, mas estão nessa comunidade, logo deveriam ser satanistas, afinal, como você quer que alguém que você não acredita apanhe mais numa situação que, para você, nunca existiu?) provocavam demais os religiosos. E eles ficavam nervosos, rogavam pragas, falavam coisas do tipo "não sou eu mesmo que vou para o inferno" (Falava isso, mas continuava brigando. Muito sagaz...), e os ateus de divertiam, pois os cristãos xingavam de coisas que mesmo eu, que estou acostumado com minha família falando palavrões o dia inteiro, nunca havia antes ouvido. Até que apareceu um pseudo-ateu dizendo uma coisa que me fez refletir:
- Isso, cristãos, continuem xingando. Continue mostrando o que sua religião ensinou a vocês: não respeitar a opinião do próximo.
Bati palmas a ler isso. Poxa, se aqueles cristãos fossem um pouco mais racionais, entenderiam que, de acordo com a Bíblia, se os ateus negam Jesus na frente dos homens, Jesus os negará na frente do Pai. Então, para que se preocupar? Deixem-nos pensar o que querem...

Mas o motivo pelo qual gosto de discussões não é porque sou um 'barraqueiro': eu gosto dos argumentos. O número de quem ganha em discussões religiosas é maior para o lado dos ateus, mas já vi bastante religioso humilhar ateus com seus argumentos.
Uma situação-exemplo é uma que me envolve: meu irmão é satanista e eu sou humanista. Nós falamos direto à respeito disso. Ele colocou no subnick do orkut um link de uma postagem de um clã muito estranho chamado Metal Wolves (cujo objetivo é "descristianizar" as pessoas), dizendo que o nosso cristianismo está doente. Discuti com ele, mas perguntando o porquê de querer descristianizar as pessoas. Para mim, isso é algo sem fundamento. Ficamos um tempo falando disso, mas foi apenas por discutir: nem eu queria convertê-lo para o lado cristão, nem ele para o lado satânico.

Uma dica é: não sinta-se ofendido se alguém falar mal de Deus. Se você achar que está ofendido, pense que o islamismo é duramente criticado sempre. Só que eles resolvem as discussões com bombas. Acho que podemos resolver na calma, discutindo, certo?

Tchau.

.

4 comentários:

  1. Seu blog é bom, mas você escreve pouco, eu teria TRBALHADO mais o texto, a idéia. No último teria escrito mais um parágrafo, no mínimo, pra cada parágrafo seu.
    Poderia trabalhar mais a idéia de TODOS os textos ( tenho certeza que você tem mais a falar de Música).

    ResponderExcluir
  2. Olá, Leonardo. Muito obrigado pela crítica. À partir de agora, tentarei trabalhar mais os meus textos. Esse último texto foi feito mais para falar da minhas experiências, não da religião em si. Mas captei a dica e tentarei formar mais textos.
    No entanto, o que eu não gostaria de fazer são textos enormes e maçantes, chatos de se ler. Isso foi mais um resumo do resumo para deixar menos desagradável à leitura.

    ResponderExcluir
  3. Ô meu nêgo... se tem gente afim de ler um texto legal, com certeza lerá tudo... experimenta, se solta... você é bom com palavras... e gosta de usá-las.

    Eu por exemplo li tudo que você postou .-.
    e se fosse quilométrico, leria do mesmo jeito
    =]

    ResponderExcluir